sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Ato de ser ignorado (a).

Não precisa ser um sábio (Uh, isso me lembra "Nóis na Fita") para saber que ser ignorado é uma das piores sensações que existem...
Dá a impressão de que você é um lixo, que a pessoa não dá a mínima para sua presença, que se você não estivesse ali seria melhor. E isso não é só com gente conhecida não, desconhecidos causam essa mesma sensação horrível!
Ora, por favor, gente... Se alguém te fala "bom dia/boa tarde/boa noite" você não vai morrer se responder!
No primeiro ano que vim morar em Curitiba (Fazem já quatro anos) aconteceu uma coisa que até hoje não esqueci. Fui pela primeira vez sozinha ao dentista (Quem me conhece sabe que eu me perco indo do meu quarto até o banheiro... Imagine ao dentista do outro lado da cidade) e cheguei até que sem demora... Mas a volta foi terrível, eu precisava chegar no ponto de ônibus e não tinha a menor idéia de onde ficava. Então eu vi uma moça andando na direção contrária a minha, pedi licença e perguntei se ela poderia me informar a direção do tubo Catedral da fé. Ela me deu um leve empurrão e continuou andando. Ignorada.
Tudo bem, achei o caminho e não demorei muito. Mas até hoje eu lembro da falta de educação da pobre criatura.
Aconteceu outra cena dessas no ônibus hoje mesmo. Entrei no bus e fui passar pela catraca. Como sou uma garotinha muito educada (e fofa, amável, simpática, educada, angelical e um amor de pessoa) falei um boa tarde animado e estendi o dinheiro pra cobradora. O que a criatura me fez? Pegou o dinheiro (dã) sem nem olhar para minha cara e na hora de dar o troco (Tudo moeda, tudo bem, sem preconceito quanto a moeda) ela não me deu o troco na mão como fazem os cobradores sem tpm. Ela simplismente colocou na bancadinha pra que eu CATASSE. Depois virou a cara como se eu não estivesse ali.
Meus senhores, por favor me respondam... Qual era a DIFICULDADE de entregar as drogas das moedinhas na minha mão? A mulher me tratou como se eu tivesse uma doença mortal e contagiosa! Olha, pode parecer besteira, mas fiquei pensando nisso o dia inteiro.
Bom, fiz esse post enorme pra ver se consigo fazer pelo menos algumas pessoas perceberem que um "bom dia" não mata.
fikdik.

Beijo da ignorada! :D

Um comentário:

Jota Pê disse...

Verdade.
Aliás, um "bom dia!" animado pode realmente ajudar a melhorar o dia.